De Paris a Reims de carro, vale a pena?

Reims de carro

Se você pretende conhecer a cidade do champanhe, não deixe de conferir esse post e confira se vale a pena ou chegar a Reims de carro, através de Paris.

Opções de transporte de Paris para Reims

Você pode ir de ônibus, trem, táxi, Uber, excursão ou alugando um carro, como fizemos.

De ônibus você leva mais ou menos 1 hora e 50 minutos de trajeto, já de trem em  média 46 minutos e carro (seja alugado, Uber ou Táxi) o tempo de duração estimado é de 1 hora e 26 min.

Trem

Trem

A média do preço é de 10 a 30 euros por trajeto e você pode encontrar e reservar antecipadamente os tickets no oui.sncf.

A exemplo, separei alguns preços de tarifas em novembro/2018:

Preço do trem para Reims

Então considerando que você consiga uma tarifa em um preço mínimo, você gastaria 20 euros ida e volta, mais o custo para chegar na estação que sai de Paris e também o trajeto da estação de Reims até onde você irá.

E na volta, também haveria o custo para chegar a estação de Reims e também de Paris até a sua hospedagem.

Ônibus

Ônibus

A média do preço é de 10 a 30 euros por trajeto e você pode encontrar e reservar antecipadamente os tickets também no oui.sncf.

A exemplo, separei alguns preços de tarifas em novembro/2018:

Ônibus para Reims

Percebam que as tarifas mais baratas são as com maior duração de trajeto, logo, você tem que considerar o preço da passagem que melhor lhe convém, mais o custo para chegar na estação que sai de Paris e também o trajeto da estação de Reims até onde você irá.

E na volta, também haveria o custo para chegar a estação de Reims e também de Paris até a sua hospedagem.

Aqui ainda, no meu ponto de vista, está compensando ir de trem.

Carro

Reims de carro

Carro

Essa foi a opção que escolhemos, então levamos em consideração:

  • Que estávamos em 3 pessoas;
  • Custo do aluguel do carro;
  • Custo da gasolina;
  • Custo do pedágio (muito importante ficar atento aos pedágios);
  • Preço do trem e do ônibus no período da nossa viagem
  • Autonomia para conhecermos os pontos de nosso interesse na cidade;
  • Transporte que gastaríamos de/para a estação de Paris e Reims;
  • Nosso roteiro com programação a noite em Paris.

Nós fizemos a reserva do carro pelo aplicativo da rentcars  e pagamos aproximadamente R$ 268,00 a diária, para um carro médio que cabia até 4 passageiros mais o motorista.

O valor era possível parcelar, rs. Gastamos 37 dólares de gasolina, que na época saiu por mais ou menos R$ 160,00.

O valor saiu em dólares no cartão de crédito e eu não lembro muito bem quantos euros exatamente custou.

Gastamos ainda com o pedágio no valor de 8,70 euros cada trecho, ida e volta, total 17,40 euros. Atualmente está 10,50 euros cada trecho, total 21 euros.

Descobrimos essa informação através do site da Sixt. Você pode calcular outros tipos de pedágios por lá também.

Gastamos em março/2018 o valor de R$ 508,18, sendo R$ 169,39 para cada, que no euro da época saiu por 39,40 euros para cada.

Para nós compensou muito, pois o trem estava 25 euros cada trecho, logo cada um iria gastar 50 euros.

Fora como eu disse, a autonomia que tivemos com o carro para chegar e passar pela cidade de Reims.

Como é dirigir na França

É bem tranquilo e estradas são ótimas! A mão dirigida na França é a mão francesa, rs, ou seja igual a nossa, onde a circulação dos carros é feita pela direita.

As estradas são bem sinalizadas. Só o trânsito de Paris que é um pouco caótico e no meu ponto de vista não compensa alugar um carro só para ficar na cidade, já que além do tráfego ser puxado como disse, é horrível para achar estacionamento. Mas se você for viajar pelo interior, não terá problema nenhum, vá sem medo.

Se você quer saber mais sobre Reims e como foi nosso dia lá, não deixe de conferir o post que a Amanda escreveu sobre Reims, como também assistir nosso vídeo em nosso canal do YouTube:

E aí? Pretende conhecer Reims de carro? Conta aqui pra gente!

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado. Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes. Viajante compulsivo.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.