Descubra porque vale a pena conhecer o Palácio de Versalhes na França

O Palácio de Versalhes é muito famoso não só na França, como no mundo e não é a toa, já que lá foi por muito tempo moradia da coroa francesa! Então não deixe de conferir porque vale a pena conhecê-lo!

O Palácio de Versalhes

Salão dos espelhos no Palácio de Versalhes

Château de Versailles, como se chama em francês, o Palácio foi construído na cidade de Versalhes que na época era uma aldeia rural e hoje é uma cidade do subúrbio de Paris. Mas não pense que a cidade onde fica o palácio é feia ou perigosa, nada disso! Apenas é considerada subúrbio em razão de estar longe do centro urbano da capital parisiense.

A fama do Palácio de Versalhes se dá por ser o maior castelo do mundo, pelo marco histórico da Monarquia absoluta sustentada pelo Rei Luís XIV e por ter sido palco da Revolução Francesa.

Como chegar ao Palácio de Versalhes

A caminho do Palácio de Versalhes

Você pode ir de Trem, RER – Rede Expressa Regional (Réseau Express Régional), uma rede rede ferroviária urbana que serve as grandes aglomerações e arredores, ônibus ou carro.

RER para o Palácio de Versalhes

Em paris, você deve pegar o RER linha C, e descer na estação de Versailles – Rive Gauche-Château.

Trem

De trem, à partir da Gare Montparnasse e desça na parada Versailles – chantiers. A viagem dura cerca de 40 minutos nesse caso.

Para ir de ônibus

Você também pode ir de ônibus, mas nesse caso você teria que pegar o metrô linha 9, na direção Pont de Sévres e descer no ponto final que é Pont de Sèvres. O ônibus é o  171 que vai te deixar na frente do palácio.

Carro

O trajeto de carro para o Palácio de Versalhes mais rápido é pela via A13. São cerca de 37 minutos para chegar. Já dirigi na França e a estrada é bem tranquila, então se estiver em um grupo maior e pretenda conhecer outras cidadezinhas e regiões próximas a Paris, talvez valha a pena! Já não aconselho o carro se for “turistar” por Paris apenas e Versalhes.

Quando ir

É possível visitar o Palácio de Versalhes em qualquer época do ano! Porém tem alguns fatores que você deve levar em consideração, tais como o que você quer ver lá, se te incomoda lugares muito cheios, calor excessivo, frio excessivo, rs.

No auge do inverno neva, logo se você for visitar o Palácio de Versalhes nessa época do ano, tem que ter em mente que talvez não consiga visitar os jardins, pois alguns dias dependendo da quantidade de neve a atração fica fechada, sendo liberado aos turistas apenas as dependências do Palácio.

Já no verão, quando fomos agora em 2018, estava bem quente e como coincidiu com as férias escolares, estava M-U-I-T-O cheio! O Palácio de Versalhes abre as 09:00 e acabamos atrasando um pouquinho para chegar e acabamos chegando as 09:20. Ficamos mais ou menos umas 3 (três) horas na fila!

Minha dica é: chegue antes das 09:00 para não pegar uma fila muito grande!

Em 2015 estive no Palácio no mês de abril e a fila não estava tão grande assim, mas estava cheio também.

Preços

Os preços são variados, dependendo das atrações que você quiser ver, ainda mais se tiver algum evento, exposição, etc. Na época que fomos, para ser mais exato no dia da semana, só estava sendo vendido o passaportque incluía o Palácio e jardins com a dança das fontes. O valor era de 27 euros por pessoa.

Para maiores informações sobre os ingressos, sugiro que veja no site oficial do Palácio de Versalhes para saber também as opções.

Porém tem como comprar as atrações separadas também, caso opte entre uma delas por exemplo. A entrada só do Palácio custa 18 euros, já do Trianon 12 euros.

O nosso ingresso dava direito a:

  • Entrada para o palácio com áudio guia
  • Trianon (a partir das 12h)
  • Exposições temporárias
  • Aos jardins e o parque com show de fontes musicais

O que conhecer

As principais atrações do Palácio de Versalhes são o Palácio (rs), o Trianon e o Petit Trianon, os Jardins com ou sem as fontes com música e os estábulos reais.

Fonte: Imagem do site oficial

Tudo é muito lindo e exuberante no Palácio de Versalhes e nos jardins, o que eu recomendo fortemente conhecer! Na primeira vez que estive lá conheci também o Trianon e o Petit Trianon, achei legal, mas nada comparado ao Palácio propriamente dito.

 

Se não tiver muito tempo, aconselho a tentar conhecer pelo menos o Palácio e os Jardins. É uma visita que se tem que fazer com um pouco de calma, pois na medida que você vai conhecendo os cômodos como aposentos das princesas, quarto do rei, sala de música, dos espelhos, etc., você vai ouvindo a história no áudio guia.

E fique tranquilo, caso não entenda inglês ou francês o áudio guia tem versão em português.

Vale a pena a dança das fontes

Fontes do Palácio de Versalhes

A partir de 27 de março a 30 de outubro de 2018, nos Jardins do Palácio de Versalhes você pode aproveitar os shows musicais de fontes, os jardins musicais nos jardins e os bosques abertos.

Durante o verão, todos os sábados à noite nos Jardins de Versalhes há shows de noite das fontes.

O valor normal do ingresso sem as fontes é 20 euros (palácio e jardim) e com as fontes 27 euros, ou seja uma diferença de 7 euros.

 

Eu adorei ver as fontes ligadas. É muito lindo. O legal que com o mapa você pode andar pelos jardins e bosques, descobrindo fontes no meio de paredões verdes. Não sei se consigo explicar, rs, mas as fotos ilustram, rs.

Fontes do Palácio de Versalhes

Quanto tempo é necessário

Palácio de Versalhes

Na minha opinião 1 dia é necessário e suficiente para conhecer as atrações do Palácio de Versalhes, Jardins e Trianon. Sobre os estábulos, não posso dizer muito pois, não os conheci.

A manhã é suficiente para conhecer as dependências do Palácio e a tarde, as fontes e o Trianon. Caso você não tenha o dia inteiro, pode tentar fazer tudo com um pouco mais de pressa ou optar por tirar o Trianon ou Jardins por exemplo.

Eu não tiraria os Jardins, rs…

Quer saber como economizar e otimizar o seu dinheiro na compra de passagens? Não deixe de conferir:

Para se inspirar

Alguns filmes e séries foram gravadas ou inspiradas no Palácio de Versalhes. Se você pretende visitar o Palácio, relembrar da sua visita ou mesmo porque tem curiosidade sobre o lugar e a família real francesa da época, que tal assistir um ou alguns deles para se inspirar?

Filme: Maria Antonieta

O filme conta um pouco da história da rainha Maria Antonieta, que foi prometida ao Rei Luís XVI da França com apenas 14 anos!

Eu assisti já e adorei!

Filme: Adeus, Minha Rainha

Esse filme retrata o dia a dia de Versalhes às vésperas de sua tomada. Com a notícia da tomada da Bastilha, os nobres e servos começam a abandonar o Rei Luís XVI, esposo de Maria Antonieta. Conta a história também de uma leitora devotada à Maria Antonieta.

Também assisti esse filme, mas não gostei muito. 😛

Filme: Um pouco de caos

Esse filme conta a história do projeto dos jardins do Palácio de Versalhes, quando o Rei Luís XIV  escolhe o famoso arquiteto da época, André Le Notre.

Parece que tem um romance no meio, rs, quando o arquiteto contrata Sabine para auxiliá-lo e a relação profissional acaba se tornando amorosa.

Ainda não assisti esse filme, mas quero ver!

Série: Versailles

A série conta a história do jovem rei francês Luís XIV, que inicia a construção do palácio de Versalhes, em meio à disputas pelo poder e à sedução de belas mulheres.

Assisti só o primeiro episódio da primeira temporada, pretendo assistir o resto, rs.

E aí? Você conhece ou pretende conhecer o Palácio de Versalhes? Conta aqui pra gente!

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado. Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes. Viajante compulsivo.

2 pensamentos

  1. Gostei muito!!estive em Versailles em épocas diferentes ao longo de décadas……nunca perde seus encantos e fico sempre surpreendido!! Continue sua saga…
    Parabéns!!

    1. Que bom Hildebrando! Realmente é um lugar que vale inúmeras visitas. Sempre muito lindo!
      Obrigado, um abraço!

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.