Vale a pena conhecer Cascais em Portugal em um dia?

Cascais é conhecida por muitos como a Riviera portuguesa, mas fica aquela dúvida, será que vale a pena conhecer Cascais em Portugal em um dia? Eu digo que sim, pois é um lugar que além de ser próximo de Lisboa e de Sintra, tem muito o que conhecer!

Como chegar a Cascais

Cascais fica apenas 30km de Lisboa e 17km de Sintra, sendo possível conhecê-la de trem, ônibus e carro.

No nosso caso, como tínhamos um dia livre em Lisboa e ainda não tínhamos locado carro, fomos de trem. O valor da passagem foi de 4,50 euros ida e volta para cada, ou seja, 2,25 cada trecho.

Pegamos o trem na estação Cais de Sodré. Como estávamos hospedados relativamente perto, fomos a pé até a estação em 10 minutinhos.

Se você estiver hospedado na região da Baixa, Rossio e Chiado, dá para ir a pé também. Outra opção caso esteja um pouco mais longe, é pegar o metrô para a estação Cais do Sodré.

Quando ir a Cascais

Definitivamente o verão é a melhor época para aproveitar Cascais, ainda mais por que é uma cidade de praia, contudo, outras épocas do ano também valem muito a pena, já que o lugar não se resume a praias somente.

Lá há boa comida, em especial peixes e frutos do mar, palacetes, ruas estreitas do centro histórico, belos jardins e vistas deslumbrantes!

O que fazer em Cascais

Praias

Algumas das principais praias em Cascais são:

  • Praia das Moitas
  • Piscina Oceânica Alberto Romano
  • Praia da Duquesa
  • Praia da Conceição
  • Praia da Rainha
  • Praia da Ribeira (ou Pescadores) 
  • Praia de Santa Marta

Passamos por algumas delas, quando descemos do centro histórico para a orla. Chegamos a Praia da Rainha e Praia da Ribeira, que são pequenas, mas estavam bem movimentadas. Elas têm fácil acesso por escadas e tem uma vista muito bonita, pois há vários barquinhos parados, combinando com a arquitetura dos edifícios e paisagismo.

Quando estávamos indo no sentido a Boca do Inferno, passamos pela Praia de Santa Marta, que é considerada um dos cartões postais da cidade. Na minha opinião foi a mais bonita que vi.

Centro histórico de Cascais

O centro histórico é onde ficam alguns restaurantes e lojinhas. O lugar é super bonito e acolhedor. Casinhas em tons bem clarinhos, muita vegetação nas paredes e calçadas iguais ao calçadão de Copacabana no Rio de Janeiro.

Centro histórico de Cascais

Vale a pena caminhar por lá, mesmo que não vá comer e comprar nada.

Marina de Cascais

No caminho pela Marina de Cascais você conseguirá ver a estrutura da Cidadela de Cascais o Farol e a Praia de Santa Marta, que são os cartões postais da cidade. Seguindo o percurso você vai chegar a famosa Boca do Inferno. Mas calma, rs, há outras coisas para se fazer no caminho.

A caminho da Boca do Inferno em Cascais

Museu Condes de Castro Guimarães

Museu Condes de Castro Guimarães

O Museu Condes de Castro Guimarães no surpreendeu muito. Fica a caminho da boca do inferno em frente a marina, o Farol e Praia de Santa Marta!

Museu Condes de Castro Guimarães

No dia que visitamos o Museu, estava tendo uma exposição sobre a história da extinta  família real da Rússia, muito interessante.

O Palacete foi doado a Vila de Cascais por testamento, após a sua morte de Manuel Inácio de Castro Guimarães e tem um acervo de pinturas, livros e objetos de vários lugares do mundo.

Parque Marechal Carmona

Fica ao lado do Museu Condes de Castro Guimarães. Foi Criado na década de 40 e é um grande espaço verde conjunto com os jardins do Palácio Condes Castro Guimarães com a propriedade do Visconde da Gandarinha, na vila de Cascais.

Boca do Inferno

A Boca do Inferno é um dos principais pontos de Cascais, localizada na Costa Oeste da Vila.

São formações rochosas no mar, onde as ondas batem nas rochas. O visual é lindo e é um excelente lugar pra tirar fotos, rs.

Já pensou em conhecer uma vila medieval murada? Não deixe de ler:

Óbidos, uma vila medieval em Portugal!

7 motivos porque você deve conhecer Óbidos em Portugal

E aí? Na sua opinião vale a pena ou não conhecer Cascais? Comenta aqui pra gente! 😉

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado. Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes. Viajante compulsivo.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.