10 motivos para conhecer o Marrocos

Você já pensou em conhecer o Marrocos? Ou se já conhece, pensa em voltar? Eu particularmente tenho muita vontade de voltar, já que o país está no meu “top five” dos favoritos. Aproveitando essa vontade em voltar ao Marrocos, com esse post, espero inspirar você a conhecê-lo ou assim como eu, retornar a esse destino mágico!

Marrocos

Marrocos para quem não sabe, é um país (reino) que fica no continente africano,  caracterizado por montanhas, grandes extensões de deserto,  litoral ao longo do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo.

Motivo 01: Preço

Acho que não tem nada mais legal do que conhecer um destino incrível gastando pouco né? No Marrocos isso é muito possível.

A moeda do país, o Dirham Marroquino é desvalorizado frente ao Euro e ao Real Brasileiro também, o que é uma boa pra nós, pois começamos com uma vantagem que é a moeda.

Para se ter uma ideia, geralmente 1 Euro é equivalente a 10 ou 11 Dirhans Marroquino. Já o Real mantém seus quase 3 Dirhans a cada R$ 1,00.

Hospedagem em Marrakech

Em Marrakech (Marraquexe), na melhor região para hospedagem, que na minha opinião é dentro da Medina próximo a praça Jemaa El Fna, há hotéis bons, com diárias por pessoa e com café da manhã incluído a partir de R$ 20 a R$ 35,00/ noite. É possível encontrar tarifas mais baratas ainda, dependendo da época que visitar a cidade.

Já em Casablanca, há hospedagens razoáveis a partir de R$ 40,00 a diária por pessoa com café da manhã incluso. Também é possível encontrar opções de hostel ou até mesmo outras formas de hospedagens mais baratas.

Alimentação também é muito em conta no Marrocos, com pratos variados desde R$ 1,70, com excelentes opções gastando apenas R$ 15,00 a R$ 20,00, por exemplo.

Motivo 02: Como chegar ao país

Chegar ao Marrocos através do Brasil é muito fácil para nós brasileiros. Primeiro porque têm voos diretos daqui, pela companhia aérea  Royal Air Maroc. Segundo, porque dependendo, você pode aproveitar para comprar um voo dessa companhia para algum país da Europa e fazer um stopover no Marrocos, onde são feitas as conexões da Royal Air Maroc.

Outra opção legal também é aproveitar alguma promoção do Brasil para Europa e de lá, pegar um voo de alguma companhia aérea low cost (custo baixo), para Marrakech (Marraquexe), por exemplo pagando 15 euros numa tarifa promocional.

Ferry boat ou milhas?

Ou ainda é possível ir de ferry boat (balsa), partindo da Espanha, por exemplo.

Uma opção que eu acho bem interessante também, é comprar a passagem por milhas aéreas, pela Multiplus. Já achei tarifas por 64 mil pontos, de ida e volta, saindo de Campo Grande/MS, minha cidade, para Marrakech (Marraquexe).

O segredo é procurar!

Motivo 03: Cidades de uma cor só

Vamos falar dos encantos do país, agora? Um deles são as cidades de uma cor só! Você encontra Marrakech, a cidade vermelha, com casas, monumentos e prédios públicos nessa cor.

Tem Chefchaouen  no meio da montanha, pintada de azul e branco e Essaouira, também nessas cores, no litoral do país.

Motivo 04: Comida

A comida marroquina, apesar de ter alguns pratos bem diferentes dos nossos, é uma delícia!

Eu experimentei a sopa de lesma (caracóis) e fiquei surpreendido, já que é bem gostosa. Outra iguaria é a cabeça de cabrito (cérebro). Eu fiquei um pouco relutante, mas comi e adorei. Esses dois pratos são facilmente encontrados na praça Jemaa El Fna, em Marrakech.

Couscous marroquino

Se você achar muito exótico para o seu paladar, pode comer o legítimo couscous marroquino  ou ainda, as tajines, que são basicamente carne de vaca ou frango com legumes, em um recipiente que parece um chapéu de bruxa.

Delicioso suco de laranja + tâmaras marroquinas

O que você não pode deixar de provar é o suco de laranja deles. Sério, não sei explicar, mas é o melhor suco de laranja do mundo! Os doces são maravilhosos, em especial os que são feitos à base de amêndoas e outras castanhas.

As tâmaras também são as melhores que eu já comi até hoje, sendo mais gostosas até do que as dos Emirados Árabes.

Bolo de frango?

Como tudo tem o seu lado ruim, um prato que eu odiei foi um bolo de frango, que parecia um hamburger de frango com açúcar! O gosto era pavoroso.

Meu conselho é, esqueça os preconceitos e experimente. Com certeza você não vai se arrepender.

Motivo 05: Hospedar-se em um riad

Como eu já disse, hospedagem é muito barata lá! Se estiver pensando em ir para Marrakech ou Fez, minha dica é: HOSPEDE-SE EM UM RIAD!

Riads em geral são casas e palácios antigos que foram recuperados e oferecem um atendimento muito bom, pois geralmente não dispõe de muitos quartos. Além disso, a arquitetura dos riads são incríveis, diferente do que estamos habituados.

O Hotel fica a apenas alguns passos da praça Jemma El Fna em Marrakech.

riads com preços bem atraentes, basta PESQUISAR que com certeza encontrará um com preços que caibam no seu orçamento.

Motivo 06: Souqs (mercados) na Medina

Permita-se gastar um bom tempo andando pela Medina de alguma cidade no Marrocos, em Marrakech ou de Essaouira, por exemplo.

Nas Medinas você encontrará os souqs, que são os mercados. Lá você encontra de tudo, como artesanato local, lenços, sapatos, bolsas, cerâmicas, lâmpadas e muitos enfeites/objetos.

Pechinche sempre!

Minha dica é: PECHINCHE. Eu sei, isso as vezes é bem chato, mas é necessário. Geralmente os comerciantes dão um preço muito alto, sendo possível muitas vezes reduzir até 80% do preço original.

Andando pelo labirinto

Eu ouvi uma vez que preço é psicológico e de fato é. Então se você se interessar por determinado objeto e conseguir um preço que ache aceitável, compre e relaxe. Se ficar pensando muito depois da compra, provavelmente vai achar que pagou mais caro do que devia e de que foi passado para trás. Sinto lhe dizer, que provavelmente isso deverá acontecer, rs.

Motivo 07: Ir a praça Jeema El Fna durante o dia e a noite em Marrakech

O local é o centro da Medina de Marrakech e é considerado o coração da medina. Lá você encontra de tudo, como homens encantando serpentes, travestis fazendo dança do ventre (sim, no Marrocos há travestis), comida, música, barracas de suco de laranja, frutas secas e doces.

Jemma El Fna á noite

A noite o lugar se transforma. Os comerciantes armam várias barracas no centro do praça que vira uma enorme feira, com comida feita na hora para todos os gostos. A noite também é possível encontrar os doces, barracas de frutas secas e até muitas lojas que vendem objetos de decoração, roupa, bolsas e sapatos.

Motivo 08: Beber muito chá de menta

O chá de menta está presente em praticamente todas as refeições, como também é a bebida de boas vindas, principalmente nas lojas para negócios (compras). O chá é apresentado em uma linda bandeja, com uma chaleira metálica, sendo servido em copinhos de vidros,

Tem toda uma técnica para servi-lo. Aprendemos com nosso guia que o chá deve ser derramado com a chaleira bem alta, para fazer uma espuminha no copo. Ele fica delicioso com açúcar.

Mas tem chá de menta no Brasil?

Para ser bem sincero nunca tomei nenhum chá parecido aqui no Brasil, então quando estiver no Marrocos, sempre que tiver oportunidade de tomá-lo, APROVEITE!

Eu gostei tanto do chá que comprei um jogo e trouxe também a menta. Não durou muito tempo 😛 .

Motivo 09: Ir a Essouira

Com certeza conhecer Essaouira foi um ponto alto da minha viagem ao Marrocos e eu contei como foi a experiência aqui. É possível fazer um bate e volta de um dia de Marrakech a Essaouira. Há várias agências que fazem esse passeio, que é bem baratinho!

Claro que se tiver a oportunidade de dormir uma noite lá, com certeza aproveitará muito mais!

Medina de Essaouira

Nosso guia nos disse na época que estivemos lá, que tudo é muito mais barato em Essaouira, comparado a Marrakech. Se tiver intenção de fazer compras, aproveite para se perder nos souqs da Medina da cidade.

Aproveite também para comer um ótimo pescado fresco. Como a cidade de Essaouira é no litoral do Marrocos, há muitas opções de peixes e frutos do mar frescos, que são preparados na hora e são deliciosos.

Motivo 10: Durma no deserto

São várias opções de passeios nos desertos do Marrocos, como as de  Zagora e Merzouga.

Quando estivemos lá, optamos por fazer o passeio de 2 dias e 1 noite em Zagora, que eu contei a experiência em dois posts que eu deixo os links a seguir: Marrocos: Roteiro de 4 dias – Parte 3: Uma noite no deserto Marrocos: Roteiro de 4 dias – Parte 3: Uma noite no deserto.

Zagora: As portas de entrada do deserto do Saara

Tudo é incrível nesse passeio, desde o caminho de ia ao deserto, que é passando por várias cidadezinhas, quanto apreciar o céu coberto de estrelas à noite, em volta da fogueira, como também dormir em uma tenda, apreciar o nascer do sol nas dunas e andar no dromedário.

Consegui te deixar com vontade de conhecer ou de voltar ao Marrocos? Compartilhe sua opinião e/ou experiência com a gente. 😀

**Post atualizado em 23/08/2017.

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Deixe um comentário