Salvador: Conhecendo a Terra de todos os Santos

Cercada pela Bahia de todos os Santos, Terra linda de Oxalá, Oxum, Yemanjá, Senhor do Bonfim e tantos outros, Salvador que é considerada a primeira capital do Brasil merece um post todinho dela.

Dizem que o ano no Brasil, começa depois do Carnaval, então nada mais justo que começar o meu na cidade dele. Quando eu morei em Nova York ano passado, eu conheci uma grande amiga que mora em Salvador, e como ela também está no Brasil tirei uns dias para visita-la e aproveitar e conhecer essa Terra tão linda. Eu já conhecia a Bahia, mas nunca tinha ido a Salvador. Nosso encontro demorou um pouquinho pra acontecer, mas foi maravilhoso!

Comprando as passagens

Geralmente os preços das passagens para o Nordeste são os mais elevados do Brasil. Mas eu paguei o valor de R$ 288,00 com as taxas, porque o trecho da volta eu consegui comprar com milhas aéreas. Eram milhas que já iriam expirar, portanto se eu não usa-se iria perder. A volta foi então 12 mil pontos, embora eu ache MUITO 12 mil pontos, como eu disse se não as usasse, iria perde-las.

Chegando em Salvador

Algumas horas e uma conexão em Brasília depois, eu desembarco nessa Terra linda. Como eu fiquei na casa da minha amiga, não tive despesas com hostel, hotel ou airbnb. Primeira parada da noite, foi segundo ela, no melhor Acarajé de Salvador. O Acarajé da Cira que fica na praça do Rio Vermelho.

Farol da Barra

No dia seguinte, o sol já abraçava a cidade, deixando o dia perfeito para turistar. Comecei o dia no famoso Farol da Barra. Um dos pontos turísticos mais famosos de Salvador. Com uma vista linda para a Bahia de todos os Santos, o farol é realmente singular.

Do farol mesmo, temos a vista do Forte da Barra, o Santa Maria. E para minha sorte, no Forte está sendo realizada uma exposição da vida e obra de Pierre Verger , um fotógrafo francês que se apaixonou por Salvador e resolveu ficar. Temos que concordar que não é nenhum pouco difícil se apaixonar por Salvador, não é mesmo?! 😀 Além de Verger, a exposição ainda conta com mais fotografias de 55 fotógrafos baianos. Como o espaço não é muito grande, uma boa parte da exposição é virtual e interativa, um show a parte! Vale muito a visita!

A exposição era de graça, e de quebra ainda ganhamos um ingresso para ver a exposição de Carybé, no Forte de São Diego, a poucos metros do Forte de Santa Maria.

Veja também: Como viajar com pouco dinheiro?

Centro histórico

O Centro Histórico faz parte da antiga cidadela murada, que foi construída por Thomé de Souza em 1549.

O Centro Histórico de Salvador é Patrimônio da Humanidade, reconhecido pela Unesco.

Após as andanças pelas praças da Sé e Castro Alves entrei na Igreja de São Francisco, chegamos ao famoso Pelourinho.

A Igreja de São Francisco, é considerada umas das sete maravilhas de origem Portuguesa no mundo. A estrutura interna da igreja, é toda em ouro, sua singularidade é uma das maiores expressões do Barroco Brasileiro.

Pelourinho

Antes de falar sobre o Pelourinho, tenho que falar sobre o Terreiro de Jesus. O Terreiro de Jesus, fica ali na praça 15 de Novembro. No formato de um quadrado, recebeu esse nome por conta das diversas igrejas que existem por lá. Algumas dessas igrejas celebram missas, até hoje porém em dias alternados. Num passado não tão distante, era no Terreiro de Jesus em que se reuniam as pessoas da alta sociedade de Salvador. E no Pelourinho os escravos. O Pelourinho recebeu esse nome porque nessa praça, existia uma coluna de pedra chamada “Pelourinho” onde, os escravos eram açoitados em praça pública, para servir de exemplo para os demais, na época do Brasil Colônia. Por ali também eles se divertiam e jogavam capoeira. Não deixando portanto, de haver uma segregação, mesmo que não institucionalizada entre as classes sociais e étnicas, separando o Terreiro de Jesus e o Pelourinho.

Hoje em dia, o Pelourinho é um local de extrema importância para a cidade de Salvador, com museus, lojas, restaurantes, hotéis e manifestações culturais como por exemplo apresentações do Olodum.

Em um ruela pelo Pelourinho
Praça do Pelourinho – As apresentações culturais são aqui 😀

Elevador Lacerda

Subindo o Pelourinho, caímos novamente na praça 15, e de lá fomos andando até o elevador  Lacerda. O elevador foi construído no século 19, e faz a ligação entre a cidade baixa e a cidade alta de Salvador. São duas torres e quatro elevadores, o valor tanto da subida quanto da descida é de R$ 0,15 cada. Cada cabine tem capacidade para 128 pessoas, funcionando 24 horas por dia e durando o tempo de aproximadamente 23 segundos cada viagem. O elevador Lacerda, não é utilizado somente por turistas, aliás a maioria das pessoas que utilizam o elevador são os próprios moradores, trabalhadores e comerciantes da região.

O Elevador Lacerda, é um dos cartões postais da cidade. Foi o primeiro do mundo a servir como transporte público. Liga a praça Thomé de Souza, que fica na cidade alta à praça Cayru, na cidade baixa.

Vista da Cidade baixa para a Cidade Alta. Elevador Lacerda e praça Cairu.

Mercado Modelo

Já na parte baixa de Salvador, entramos no famoso Mercado Modelo.

O mercado é instalado no antigo porto de Salvador, e desde o século 16 a área é um dos principais acessos da cidade pelo mar. O mercado antes funcionava, em um prédio próximo ao seu local de funcionamento hoje, porém por conta de um incêndio, ele acabou ocupando o prédio que foi inicialmente construído para abrigar a alfândega. Num estilo neoclássico, o mercado é um charme só.

No mercado existe uma infinita variedade de artesanatos, comidas típicas, e diversos artefatos baianos em geral. Se tem um lugar pra comprar lembrancinhas da Bahia, este lugar é lá!

Igreja do Senhor do Bonfim

A famosa igreja  do Senhor do Bonfim, é localizada na Sagrada Colina em Salvador. É o maior centro da fé católica na Bahia.

As imagens tanto da Nossa Senhora da Guia, como do Senhor do Bonfim que ficam na igreja, vieram de Portugal. A missa tradicional é realizada todas as sextas-feiras. Há também o costume de se usar branco nas sextas, durante a missa. O motivo?! No candomblé, sexta é o dia do orixá Oxalá, que é correspondente do Senhor do Bonfim para os católicos. Fomos  na missa das 11h e vestidas de branco, exatamente como manda a tradição! 😀 A energia da igreja é maravilhosa, após a missa, do lado de fora da igreja, recebemos água benta, acendemos uma vela e é claro, eu comprei uma fitinha, e fiz três pedidos amarrando na grade da igreja. Agora é só ficar na torcida para eles se realizarem logo, logo haha 😀

Não custa nada fazer uns pedidos, não é?! 😀
Sala dos Milagres na Igreja Senhor do Bonfim.

Quanto custa as baianidades

  • Os acarajés, bolinho de estudante e tapiocas em Salvador custam em média R$ 10,00 cada.
  • Os buffets a kg custam em média de R$ 35,00 a R$ 42,00.
  • Os ônibus custam R$ 3,60 ou R$ 5,80 os que tem ar condicionado. Eles não demoram muito para chegar no ponto, e são super tranquilos de andar.
  • A subida ou descida do elevador Lacerda é R$ 0,15 (isso mesmo, só 15 centavos).
  • A entrada na Igreja de São Francisco é R$ 5,00.
  • Os museus em que estão as obras de Pierre Verger e Carybé são gratuitos, assim como a missa na igreja do Senhor do Bonfim.
  • As fitinhas do Senhor do Bonfim na porta da Igreja, custaram R$ 2,00 e vem com 10. A vela que eu acendi também custou R$ 2,00.
Não podia faltar uma foto do Pôr-do-sol na Bahia de todos os Santos (L)

E você, conhece Salvador ou outra cidade da nossa Bahia maravilhosa?

**Post atualizado em 23/08/2017.

Amanda Saueia

Brasileira. Geminiana. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Amanda Saueia

Brasileira. Geminiana. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

2 pensamentos

  1. Amandinha, você foi brilhante em tudo que escreveu e retratou de Salvador e seus encantos !
    Palavra de baiana que não se cansa de cantar em prosa e verso o que a Bahia tem !

    1. Minha querida Bahianinha! Que delícia ler seu comentário por aqui! Fico feliz duplamente! Primeiro, é claro por você ser bahiana e ter aprovado o post, e segundo pelo fato de você ser uma mestre da nossa amada língua portuguesa! Saudades sempre,um beijo!!

Deixe um comentário