Escolhendo sua casa de tango em Buenos Aires

Buenos Aires além de ser conhecida como um pedacinho da Europa na América do Sul, também é famosa pelas apresentações “calientes” de tango, seja da forma mais tradicional ou por aquela considerada estilo “Broadway”. Mas como escolher sua casa de tango em Buenos Aires?

Casa de tango em Buenos Aires

Quando se fala em casa de tango em Buenos Aires,  surgem muitos pensamentos, como: “Qual é a melhor casa de tango de Buenos Aires?  “Escolho a opção show com jantar?”, ” Me falaram que o Señor Tango é pra turista ver, será?”, enfim, a busca pelo  famoso “custo x benefício” do negócio.

Meu primeiro contato com o tango propriamente dito foi em BA mesmo, no ano de 2014, na famosa casa Café de Los Angelitos, intitulada pelos locais como uma das casas que apresentavam o “tango tradicional”.

Levando em consideração isso, na viagem de outubro/2016 resolvi realizar um sonho e fazer a reserva no Señor Tango, escolhendo a opção “transporte + jantar + bebidas limitadas + show” que custou R$ 356,50.

Como alguns de nossos amigos nunca tinham ido a BA, dei uma pesquisada na internet sobre as casas que tinham apresentação tradicional e que fossem baratas. Encontrei a  Sabor a Tango pelo valor de R$ 165,00 por pessoa, no combo “classe de tango + jantar + show + transporte”. Hummmm…

Onde compramos?

Após muitas buscas, inclusive nos próprios sites das casas, preços atualizados em outros blogs, grupos no Facebook e etc., o melhor preço foi econtrado na decolar.com, que ainda parcelava em 6 vezes sem juros, sendo, portanto, a melhor opção no quesito preço e forma de pagamento.

Nota: Sempre faça uma busca apurada nos valores das casas de tango. No nosso caso, mesmo com a cotação do peso no câmbio “paralelo”, compensou fazer a reserva diretamente no Brasil. As vezes, dependendo da época em que você for, pode ser que seja mais vantajoso levar dólares ou reais para trocar lá no câmbio “paralelo”, conseguindo um bom desconto no final das contas. 

Chegando nas casas de Tango…

Bueno… nossa experiência com a primeira casa de tango em Buenos Aires, a  Sabor a Tango foi um pouco traumática, começando no início, pois o transfer passou no hotel que seria o ponto de encontro e não nos levou. Isso mesmo, o motorista passou por lá, olhou, viu a gente, não se dirigiu a nós e simplesmente foi embora.

Por conta disso, perdemos a nossa “classe de tango” e o pior, quando entramos em contato com o gerente do estabelecimento, esse apenas se limitou a dizer que não havia o que fazer, que deveríamos pegar um táxi. UM HORROR.

Ele foi tão grosseiro com a Amanda ao telefone que quando eu vi ela só gritava no portunhol “esso es uno desrespeitcho” entre outras palavras que até hoje não consegui decifrar 😛 . hahahaha Vocês não imaginam como essa menina quase virou nativa de tanta palavra que saia da boca dela na hora da raiva!

Já com o Señor Tango, não tivemos problema algum. O transfer foi pontual, nos pegou e nos deixou no lugar combinado.

Recepção, jantar e bebidas

A recepção do Sabor a Tango foi tranquila, nos levaram a uma boa mesa e nos ofereceram bebidas de entrada e também de cara o cardápio, com uma variedade muito boa pelo preço. As bebidas eram ilimitadas, inclusive vinho e cerveja, que foi o ponto positivo para casa.

O jantar era composto de três opções de  entradas frias, três opções de entradas quentes, seis de prato principal e seis de sobremesa.

Eu escolhi salada “A nossa capresse”, caldo de abóbora cabaça com ervas finas, entrecosto de vaca com batatas e alecrim e pra arrematar, de sobremesa eu pedi o pudim de doce de leite!

Já na segunda casa de tango em Buenos Aires que fomos, o Señor Tango, a recepção foi tranquila e também tivemos a sorte de pegar uma boa mesa. Não ofereciam opções para entrada que foi a mesma para todos, apenas para o prato principal, que eram três, sem opção também para a sobremesa 🙁

As bebidas eram limitadas a meia garrafa de vinho para cada pessoa ou 3 copos de cerveja. Somente água e refrigerante eram livres, sendo esse um ponto bem negativo.

No geral, na minha opinião, não vale a pena o jantar do Señor Tango no Menu Executivo, por não dispor de opções e as bebidas alcoólicas serem limitadas. Ou seja, o valor que não é barato, fica pelo Show mesmo.

O show

Nesse quesito eu posso dizer que são bem contrastantes as apresentações do Sabor a Tango e do Señor Tango.

O Sabor a Tango, de tango não tem nada! Parecia que estávamos em um circo, sim, isso mesmo, em um circo!

Eu tive a impressão de que os bailarinos mais enrolavam com apresentações e interações desconexas com o público do que efetivamente faziam o que deveriam fazer, que era dançar.

Algumas pouquíssimas partes da apresentação foram legais, como o final com a música “no llores por mí Argentina“.

Já com relação ao Señor Tango, foi tudo beirando a perfeição. Mas com a ressalva que de fato é um show grandioso, com acrobacia, fogo, dança e sensualidade… Tudo muito grandioso… O show fez valer cada centavo investido, pois era uma experiência diferente das demais.

É muito diferente da primeira apresentação de tango que eu vi em Buenos Aires no Café de Los Angelitos, que também foi uma experiência e tanto, já que preserva mais a simplicidade, naturalidade e beleza da dança.

Minha opinião

Caso não consiga ou não queira assistir duas apresentações,anote aí mais algumas dicas:

Primeiro, defina o orçamento (até quanto está disposto a gastar), se vai escolher a opção com jantar e o quanto é importante para você que as bebidas alcoólicas sejam liberadas de forma ilimitada.

Partindo daí, defina se você quer ter uma experiência “Broadway”, não tanto muitas vezes fiéis ao tradicional, mas não menos belas, ou se sua necessidade é a raiz do negócio. Pensando dessa forma e fazendo algumas buscas, acredito que achará a casa ideal para o seu gosto.

Na minha humilde opinião, a que eu mais gostei foi a que vi em 2014, a Café de Los Angelitos.

Não sei dizer se foi pelo fato de ter sido a primeira apresentação que eu vi na vida, mas me deixou com muita vontade de voltar, tanto pela comida, quanto pelo show. Acredito que seja pelo fato dela ter preenchido dois aspectos que eu prezo, que são a originalidade e o preço baixo 😉

Pra você que ficou curioso, vou deixar um vídeo com alguns pedacinhos das apresentação dessa casa de tango em Buenos Aires 🙂

Se você já viu alguma apresentação, compartilhe sua experiência com a gente 😀

Se você deseja ver os outros postes sobre a Argentina, os links estão aqui embaixo. Um beijo e até o próximo post.

O que fazer em Buenos Aires – Parte 3

O que fazer em Buenos Aires – Parte 2

O que fazer em Buenos Aires – Parte 1

É caro viajar para Buenos Aires?

Parque de La Costa – Vale a pena?

O que é câmbio paralelo e como encontrá-lo em Buenos Aires?

**Post Atualizado em 23 de Agosto de 2017.

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

7 pensamentos

  1. Tenho um filho de 9 anos. Casa de tango é lugar adequado para ele? Será interessante ou um tédio?

    1. Oi Aldo. Tudo bem? O show é muito bonito, mas confesso que das três casas que eu visitei não vi crianças… Tem uma parte do show do Señor Tango que é bem “sensual”, mas também nada demais.
      Já as outras casas são bem tranquilas. Música e dança. Depende muito da criança, mas eu acho que o Sabor a Tango, por ter umas partes engraçadas com inteiração com o público, ele pode achar mais legal.
      Abraços, divirtam-se.

Deixe um comentário