É caro viajar para Buenos Aires?

Buenos Aires já foi um destino muito barato para nós brasileiros. Nos tempos das vacas gordas era impossível viajar a Buenos Aires e não voltar com a mala cheia de vinhos, deliciosos alfajores e perfumes importados. Mas e hoje? É caro viajar para Buenos Aires?

É caro viajar para Buenos Aires?

Nossa moeda deu uma desvalorizada legal e, para piorar, a economia da Argentina está extremamente inflacionada e isso fez com que a média de gasto dos turistas brasileiros na terra do tango acabaram triplicando nos últimos anos. Mas hoje, É caro viajar para Buenos Aires?

Para provar que não é caro viajar para Buenos Aires, preparamos uma série de posts contando nosso roteiro, dicas de economia e é claro nossas presepadas.

Comprando as passagens

As passagens foram emitidas no começo de Maio de 2016 por pontuação, para viajarmos no final de Outubro. Foram utilizados 14.000 Smiles por pessoa ida e volta. Provando que não é caro viajar para Buenos Aires, voamos de Campo Grande/MS a Guarulhos pela Gol e de lá para Buenos Aires (Ezeiza) pela Qatar.

A Qatar Airways é considerada uma das melhores empresas aéreas do mundo. Contando com 5 estrelas, a Qatar opera vôos em diversos continentes, como: Africa, América Central, América do Sul, Oriente Médio, Europa entre outros.

Fazendo uma simulação aqui para Novembro (ou seja, muito tempo de antecedência) e saindo de São Paulo, deu 18.000 pontos. Ou seja, vale a pena aproveitar as promoções de pontos quando houver! Ainda mais se essa promoção é pra viajar com a Qatar, não é mesmo?!

Antes de ir

Quem não tem passaporte pode viajar pra Argentina só com o RG?

Pode! Os brasileiros não precisam de passaporte para entrar na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai,  Peru, Uruguai e Venezuela.

Maaaas… o documento deve ter menos de 10 anos e deve estar em bom estado de conservação.

Nosso amigo Fabio que iria viajar com a gente teve um grande problema por causa do seu RG! Ao fazer o check in no guichê da Gol, ele foi barrado e não pode embarcar no mesmo vôo que a gente para Guarulhos! O documento dele tinha menos de 2 anos de emissão porém, o carimbo que é feito atrás do documento fazia sombra na foto e não a tornava 100℅ nítida. A cia aérea alegou que não poderia deixá-lo embarcar com o RG desse jeito pois seria multada (oi?).

Resumindo: a Gol remarcou sem custo o vôo dele para o seguinte que, seria no mesmo dia à noite para que ele tentasse resolver o problema do documento. Por sorte, milagre ou destino rs, ele conseguiu emitir um novo RG no mesmo dia! Não sei explicar como isso foi possível mas, sei que ele conseguiu e chegou em Buenos Aires no outro dia pela manhã.

Portanto, se você não tem passaporte, você não precisa gastar R$257,25 para tirar um se o seu RG  estiver dentro dos conformes. #economias

Lembrando que o único documento aceito é o RG! A imigração Argentina não aceita carteira de motorista, carteira de trabalho, carteirinha da UCE, do plano de saúde, da OAB…


Arrumando a mala: Alguns itens necessários para sua estadia em BA

  • Leve aparelhos bivolt.
    Se for levar barbeador elétrico, secador de cabelo, chapinha ou qualquer outro aparelho, verifique a voltagem do mesmo. Na Argentina a voltagem é 220v.
  • A tomada é diferente.
    Você até encontra com certa facilidade adaptadores para as tomadas argentinas para comprar, eu lembro de ter visto em mercados e vendedores ambulantes vendendo na Plaza de Mayo em frente a Casa Rosada. Mas, se você viaja com certa frequência, comprar um adaptador de tomadas universal é um ótimo investimento!
  • Faça chuva ou faça sol.
    Acompanhe a previsão do tempo para os dias da sua viagem e se prepare caso tenha possibilidade de chuva ou frente fria. Melhor ir preparado do que ter gastos desnecessários tendo que comprar guarda chuva por exemplo.
  • Ainda no Brasil, compre um testador de notas.
    Os taxistas argentinos já foram muito famosos por dar golpe em turistas dando notas falsas de troco. Parece que a coisa já deu uma melhorada mas, como o seguro morreu de velho, melhor mesmo é ir preparado. Nós levamos uma dessas canetas que testam notas, elas são fáceis de encontrar a venda pela internet e em lojas como a Multicoisas.

Chegando em Buenos Aires

  • Cambiando dinero
    Não vale a pena comprar pesos argentinos no Brasil, o melhor é você levar os reais e trocar a moeda direto nos hermanos. Fazendo isso se consegue uma cotação melhor do que dentro do Brasil e isso significa mais pesos argentinos e claro, maior econômia para o seu bolso!
  • Não compre um chip 4G!
    Vende no aeroporto e tem da Claro, Movistar e de outras operadoras… Mas, não vale a pena! Compramos especificamente para poder chamar Uber mas, foi um arrependimento só! Primeiro porque há wi-fi grátis em vários pontos de Buenos Aires incluindo TODAS AS ESTAÇÕES DE METRÔ. A franquia de dados acabou muito rápido e acabamos usando o wi-fi dos lugares que a gente ia como restaurantes, sorveterias quando não estávamos próximos a algum metrô.

Táxi, Uber ou Metrô?

O Uber ainda é  infelizmente escasso em Buenos Aires.
Mas, pode ser que isso mude pra melhor… ou não… Mesmo estando em mais pessoas, o que daria (muitas vezes) o mesmo preço do metrô, acabávamos não optando por ele por ser (na maioria) das vezes, mais devagar e escasso que o metrô. E táxi, bom eles geralmente são a opção mais cara, não é mesmo?!

Após finalizar esse check list, podemos esperar pelo próximo post! Quem tá curioso por aí?!

Se você deseja ver os outros postes sobre a Argentina, os links estão aqui embaixo. Um beijo e até o próximo post.

O que fazer em Buenos Aires – Parte 3

O que fazer em Buenos Aires – Parte 2

O que fazer em Buenos Aires – Parte 1

Escolhendo sua casa de tango em Buenos Aires

O que é câmbio paralelo e como encontrá-lo em Buenos Aires?

Parque de La Costa – Vale a pena?

**Post atualizado em 23 de agosto de 2017.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Ike Cathcart

Radialista, publicitário, marketeiro e viajante.

Deixe um comentário