Turquia: Jantar + show de dança do ventre


Sempre que viajamos separamos uma noite para conhecer a culinária local. Na Turquia, decidimos jantar em um famoso restaurante com show de dança do ventre.

Jantar no Sultana’s

No caso de Istambul, eu e o Ike tínhamos uma responsabilidade maior pois, queríamos impressionar nossa amiga querida, escritora do blog e uma das melhores dançarinas do ventre do Brasil: Amanda Saueia. 😀

Muitas buscas foram feitas até que encontramos o Sultana’s dinner and 1001 nights show. Após, vermos alguns vídeos do lugar no Youtube, tivemos certeza que era o restaurante certo!

Sultana’s dinner and 1001 nights show é um famoso restaurante em Istambul, que oferece um delicioso jantar de comidas típicas e também um show de danças tradicionais turcas, sendo a principal atração da noite a dançarina do ventre Didem.

Escolhendo o menu

Escolhemos o menu completo do jantar (e mais carinho) de €85 que incluía os transfers de ida e volta, refeição de 4 pratos a sua escolha (entrada, aperitivos, salada, prato principal e sobremesa), bebidas a vontade e, é claro, o show!

A reserva pode ser feita diretamente pelo site do restaurante, faça-a com uma certa antecedência para garantir um bom lugar próximo ao palco. Há uma opção de menu com pratos fixos que é mais barata: €75. Quem quiser apenas assistir o show, pode fazer sua reserva por €65. Todas as opções incluem transfers do seu hotel ao restaurante. A moeda da Turquia é a Lira Turca, no entanto, o restaurante cobra em euros e você paga somente após o jantar.

Chegando ao 1.001 noites…

Ao chegarmos lá, fomos questionados de que país éramos, nos surpreenderam colocando uma bandeirinha do Brasil junto a da Turquia em nossa mesa. Achei isso bem legal!

Escolhemos os pratos. Não demorou muito e logos fomos servidos. A comida era uma DELÍCIA!

Após algum tempo, o show começou com algumas danças tradicionais da época do império Otomano.

O Império Otomano foi um Estado turco que existiu entre 1299 e 1922 e que no seu auge compreendia a Anatólia, o Médio Oriente, parte do norte de África e do sudeste europeu. Wikipédia

Veja também:10 Motivos para conhecer a Índia!

Quando já não era hora, a estrela da noite foi anunciada: Didem. A apresentação dela foi excelente, só que meio rápida demais. 🙁 O importante é que também foi aprovada pela nossa crítica em dança do ventre, Amanda Saueia.

Dicas paras as meninas que gostam de dança do ventre

Dica para as meninas que gostam de dança do ventre

Bom, se você pretende visitar a Turquia e quiser ter uma aula com a Didem, saiba que é possível! Ela dá aulas particulares lá no Sultana’s mesmo. Descobrimos isso e a Amanda ficou curiosa em saber o valor, por isso fomos atrás do preço: custa €150 a hora/aula. O valor realmente é bem salgado mas, é o preço de aprender a dançar com uma das melhores dançarinas do ventre do mundo. Quem se interessar pode entrar em contato pelo site do Sultana’s para checar a disponibilidade.

A Amanda achou que a Didem poderia dançar sem salto, para fazer a “conexão com a mãe terra”. Coisas de quem entende de dança, né? Mas, na verdade, é comum na Turquia, as dançarinas usarem salto em suas apresentações, é algo cultural. Mas, para o Ike e eu, leigos, a apresentação foi nota 10!

Show

Depois que a Didem deixou o palco, rolou mais algumas apresentações, até que chegou a parte final do show. Sempre fico tenso com essas apresentações em que há interação com o público, sabe? Pois é, na Turquia parece que isso me perseguia (vou contar as outras ocasiões em outro post). Todos nós fomos chamados (eu, Amanda e Ike) pra fazermos parte da atração. Lembro que nós três já estávamos meio altos por conta do vinho que era liberado. Ainda bem, isso ajudou bastante nosso desempenho na apresentação. 😆

Quem ganhou destaque primeiro foi a Amanda, ensinando as turcas a dançar:

Sentimos um ar de inveja das turcas com o gingado da brasileira… 😆

Logo em seguida, a sultana escolheria seu sultão! OHHHHH. Cinco homens, incluindo eu e o Ike, foram convidados a subir no palco para interagir.

Não fui o escolhido dessa vez. Bom, aquela noite não era minha, né gente? rs

Sultão da noite

O Henrique que venceu a “competição”e foi escolhido pela sultana. Virou sultão e ainda ganhou uma dancinha especial!

O que posso afirmar é que a noite foi muito agradável, que o serviço superou nossas expectativas, que nossas taças não ficaram vazias, a comida estava ótima e valeu cada centavo investido! Com certeza é um lugar que pretendo ir novamente quando voltar a Istambul.

Ps.: A Didem é muito cheirosa! É sério! Pena que não consegui tirar uma foto com ela 🙁

Onde fica

**Post atualizado em 23/08/2017.

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado. Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes. Viajante compulsivo.

Deixe um comentário