Suíça: Roteiro de 3 dias – Zurique, Lucerna, Engelberg, Interlaken e Jungfraujoch

A Suíça é famosa por seus chocolates, queijos, paisagens de lagos cristalinos, alpes cobertos de neve e por sua extensa rede de trens. Pode-se dizer que não é um dos países mais baratos de se conhecer, porém, com organização e bastante pesquisa é possível incluir esse lindo país em seu roteiro pela Europa. Em Novembro de 2015, fizemos um roteiro passando por Zurique, Lucerna, Engelberg e Jungfraujoch.

A principio não tínhamos planos de ir a Suíça, até  que a cia. aérea Alitalia, com o objetivo de promover sua parceria com a Gol, lançou em maio de 2015 uma promoção IRRESISTÍVEL. Conseguimos comprar uma passagem para Novembro de Porto Alegre à Zurique, pela bagatela de R$ 763,08 com todas as taxas inclusas!

Ficamos sabendo dessa promoção (sim, foi uma promoção e não um bug no sistema da cia aérea) pelo blog Melhores Destinos e decidimos arrumar as malas e partir para a terra do chocolate!

Zurique – Suíça:  Em qual Kreis se hospedar

Antes de falarmos sobre o roteiro, é importante saber que Zurique na Suíça é dividida em Kreis ou distritos, sendo 12 deles ao total. O Kreis 1 e o 8 são os melhores para se hospedar, já que nele estão os principais pontos turísticos da cidade e o centro histórico.

A área com maior número de barzinhos e agitos noturnos é o Kreis 5, que é uma antiga zona industrial da cidade.

Quando estávamos montando este roteiro na época, li vários relatos de que o Kreis 4 era o mais perigoso da cidade, por ser perto da estação Hauptbanhof (central), porém, acredito que perigoso para eles não corresponda nem a 1% do padrão do que é perigoso no Brasil, não é mesmo?

As demais áreas são consideradas residenciais, mas, se valer muito a pena, nada o impede de se hospedar nelas, pois, Zurique é uma cidade bastante cara. No nosso caso, precisávamos de uma localização privilegiada para pouparmos tempo, uma vez que tínhamos apenas 3 dias para conhecer ZuriqueLucernaEngelberg e Jungfraujoch.

Veja também: Open Jaw: Economize na compra de passagens!

Missão: Encontrar uma acomodação barata em Zurique

Após muitas pesquisas, vimos que os hostels estavam custando o mesmo preço ou até mais caro que os hotéis e o pior, a maioria nem oferece café da manhã. Dessa maneira, utilizamos várias ferramentas de busca de hotéis, até que achamos o site hoteis.com, que na minha opinião foi uma mão na roda, já que parcelava o valor em 12x sem juros e tinha a melhor oferta do Hotel Rössli. Pagamos 59 francos suíços por pessoa por noite em quarto triplo, com café da manhã, totalizando 177 francos suíços para as 3 noites para cada um.

Levando em consideração a localização (no kreis 8, próximo à estação Stadelhofen), a hospedagem e o café da manhã eram maravilhosos, sem dúvida foi o melhor custo x benefício!

Roteiro

Dia 1: Festival de inverno

Nosso desembarque estava previsto para às 10h40, porém devido ao atraso do voo de partida em nossa conexão Roma>Zurique – Suíça, chegamos às 16h em nosso destino final. Viajar durante o dia para a Suíça nos possibilitou ver os alpes pela janela do avião, e que vista!

Chegamos ao aeroporto, compramos nosso ticket de metrô até o ponto mais próximo ao do nosso hotel, que é a principal parada, pelo valor de 10,60 francos suíços.

Como chegamos no final da tarde, já havia escurecido, então decidimos dar uma volta na cidade, quando fomos surpreendidos por um festival de natal que estava rolando por lá, com artesanato, comida e bebidas típicas.

Queijos suíços – a maioria custava 3,90 francos suíços cada 100g #muitocaro


Experimentamos o típico raclette que é prato feito com queijo derretido com batatas ou pão, picles e cebolas em conserva – uma delícia! Também experimentamos o salsichão bovino (achei normal), o glüwein, que é o quentão de vinho deles, e alguns doces. Depois voltamos ao hotel, pois, no dia seguinte partiríamos para Engelberg.

Dia 2: Lucerna e Engelberg

Após tomarmos o café da manhã no hotel, pegamos o trem de superfície pelo valor de 4,30 francos suíços e fomos ao ponto de encontro que era em uma estação de ônibus próxima a estação principal. O passeio consistia em um tour guiado de um dia a Lucerna e Engelberg, com duração de 9h30min, que custou R$ 280,00 pelo site Decolar.com (é possível dividir em até 6x sem juros no site). Após o término do passeio retornamos a Zurique e aproveitamos um pouco mais do festival que ainda rolava por lá.

Atualização 09/07/2017: A Decolar.com está vendendo esse passeio por R$ 267,00 a R$ 275,00, dependendo a agência parceira que opera o tour. O valor pode ser dividido em 10 vezes sem juros.

Lucerna

Engelberg

Dia 3: Interlaken e Jungfraujoch – O topo da Europa

Saindo do hotel, pegamos o trem de superfície logo pela manhã, pelo valor de 4,30 francos suíços e fomos novamente ao mesmo ponto de encontro do dia anterior. O passeio a Jungfraujoch é bem famoso porque possibilita conhecer o local considerado o topo da Europa. A montanha Jungfraujoch foi considerada pela UNESCO como Patrimônio Mundial dos Alpes Suíços.

A viagem começa com incríveis paisagens a caminho de Bernese Oberland, em seguida, fazemos uma parada em Interlaken – cidade que tem esse nome pois fica entre dois lagos, para um café e fotos.

Após Interlaken, seguimos de ônibus até a estação de trem em Grindelwald, onde pegamos o trem que fez algumas paradas antes de chegar a Jungfraujoch via Kleine Scheidegg.

Ela possui diversas atrações como um observatório, o palácio de gelo, a loja da Lindt, entre outras atividades na neve, se o clima colaborar. Infelizmente quando fomos, o clima estava ruim pois, nevava muito e as atividades ao ar livre estavam suspensas.

O passeio tinha duração de 12 horas e custou R$ 810,00,  pelo site Decolar.com, que dividimos também em 6x sem juros. Quando estávamos lá, sondamos os preços dos passeios de Engelberg e Jungfraujoch e, custavam basicamente o mesmo que pagamos no Brasil, ou até mais, porém sem a possibilidade de parcelar.

Atualização 09/07/2017: A Decolar.com está vendendo esse passeio por R$ 848,00 a R$ 875,00, dependendo a agência parceira que opera o tour. O valor pode ser dividido em 10 vezes sem juros.

Vale muito a pena pelas paisagens ao longo da viagem e pela possibilidade de conhecer o topo da Europa em apenas um dia, já que geralmente esse roteiro é feito em 2 dias por aqueles que têm mais tempo.

Outra observação importante é a possibilidade de fazer esse trajeto inteiro por conta própria, que com certeza sairia mais barato. Entretanto, há a possibilidade de calcular mal o tempo e acabar perdendo algum dos trechos (ônibus ou trem), tendo que se hospedar onde estiver, pagando bem caro por isso. Minha dica é, se você quiser relaxar, vale a pena pagar um pouco mais caro e ir nesse tour guiado, já que não precisará ficar preocupado com horário de trem, ônibus e etc., aproveitando melhor o passeio que é bem extenso e de certa forma cansativo (12 horas).

Em resumo, como já dito, a Suíça é um país caro, porém, com organização é perfeitamente possível conhecê-lo sem gastar muito. Para diminuir os gastos, aconselho fazer compras, inclusive de chocolates, na rede de mercados Migros, como também evitar restaurantes badalados e também aqueles próximos aos pontos turísticos.

Deixamos a Suiça com a certeza de que voltaremos

Mapa do roteiro

 

**Post atualizado em 24/08/2017.

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

12 pensamentos

  1. Gostei muito do resumo de vocês e estou pensando em fazer o mesmo em abril/17. Podem me passar mais detalhes sobre transporte e esses passeios comprados pela Decolar? Obrigada, Fernanda.

    1. Oi Fernanda,os passeios que compramos na Decolar.com já tinham transporte incluso. Eles dão um ponto de encontro com horário marcado. Os dois passeios eram bate e volta, com duração de 8:00 um deles e o outro 12:00 se não me engano. Com relação a transporte na cidade, andamos de trem de superfície, metrô e também bastante a pé, principalmente na Old Town (altstadt). Espero ter ajudado. Rodrigo

      1. Olá. Verifiquei no site Decolar.com que as saídas dos passeios são de Lucerna. Como vocês foram de Zurique a Lucerna?

  2. Estou indo pra Zurich pra ficar um mês. Vou fazer curso de alemão. Quero explorar cada detalhe…

    1. Aproveita muito Wallas! A suíça é incrível, e Zurique maravilhosa! Conta pra gnt o que achou depois 😉 boa sorte no seu curso! Eu tb amo alemão! ❤

      1. Sim
        E verdade eu moro em shafauzze e Suíça e excelente país !

  3. Mas tb moro em Dubai que e cidade mais linda e futurista , indescritível do mundo mas e preciso ter condição e um grande passeio !

    1. E aí, Saulo? Blz? Cara, é uma boa sim! A Suíça é um país minúsculo então, dá pra rodar de carro tranquilamente. Para você ter ideia do tamanho do país, caberiam 5 Suíças dentro do estado do Paraná. Se você for viajar em família ou com mais pessoas pode valer ainda mais a pena. Dê uma olhada no valor do aluguel no RentalCars, geralmente encontramos o melhor preço lá. Abs

Deixe um comentário