Farellones no inverno: Saiba como esquiar barato no Chile!

Com certeza esse foi o momento mais esperado de toda a viagem! Estávamos tão ansiosos para esquiar em Farellones, no Chile!

← VOLTAR A PARTE 2

Farellones no inverno

Farellones é um vilarejo charmoso na Cordilheira dos Andes localizado a 36 km de Santiago, próximo a El Colorado, La Parva e Vale Nevado a estação de Ski mais famosa do Chile. O vilarejo fica numa altitude de aproximadamente 2340 metros acima do nível do mar.

Muitos chilenos que vivem na capital tem uma casa por lá, seja para aproveitar a Cordilheira no verão ou para esquiar no inverno.

Antes de ir para nossa temporada de esqui no Chile, eu pesquisei bastante sobre as empresas que fazem a viagem de Santiago à Cordilheira dos Andes, mas acabei optando por encontrar uma em Santiago mesmo, e não me arrependo!

Quando estávamos na Plaza de Las Armas em Santiago, conhecemos a Lizzete, ela é guia em das  agências da região da praça. Existem muitas agências por lá – então quando você estiver planejando sua viagem, você pode fazer primeiro a reserva do hotel/ou hostel e deixar para escolher em Santiago por qual agência irá à Farellones.

Não precisa se esforçar muito em procurar uma agência pois, estão sempre entregando panfletos pela rua mesmo. Eu optei por decidir lá porque as empresas que eu estava vendo na internet eram bem caras comparadas ao preço que paguei, e também, porque tínhamos uma criança no nosso grupo.

Queríamos um pouco mais de conforto ao subir as montanhas. Geralmente a viagem por essas empresas é feita num micro ônibus mas, nós viajamos num 4×4, ou seja, o conforto foi bem maior! Pagamos 30 mil pesos ida e volta.

Pegando a estrada

Saindo de Santiago, após uns 40 minutos na estrada, há uma parada para locação de roupas térmicas, botas, luvas e equipamentos para ski e snowboard. Não compensa alugar nada por lá.

Meu conselho: Compre roupas antes de subir a Cordilheira! Sai bem mais barato do que alugar e você ainda pode usá-las numa próxima experiência! Acredite em mim, uma vez que você pratica esqui ou o snowboard você definitivamente vai querer repetir a dose! 😉

 

Você pode comprar as roupas em lojas de esporte ou mesmo pela internet. Eu comprei as minhas na Decathlon. É muito importante que você compre todo o conjunto de roupas para a neve desde a primeira camada, que é a que retém o calor no corpo, passando pela segunda que é a parte mais quentinha até a terceira e última camada que é impermeável.

Esse conjunto é indispensável para quem vai praticar os esportes. Porém, se você quer apenas passear por lá, não compensa alugar ou comprar as roupas impermeáveis, eles vão te dizer que precisa (claro né?)

Mas, eu te garanto que não! A única coisa que você precisa é de uma bota impermeável para andar na neve, já que você não vai cair na neve praticando esportes, não gaste seu dinheiro com esses aluguéis.

O mesmo vale para luvas impermeáveis, se você apenas quer tirar umas fotos na neve, não precisa comprá-las. É perigoso deixar sua roupa molhar enquanto pratica os esportes, por isso, é importante usar as roupas impermeáveis nesse caso.

Eu também acho que não compensa alugar nenhum equipamento nessa primeira parada. Os preços não são muitos diferentes dos equipamentos dentro do parque e no parque você consegue decidir melhor qual esporte irá fazer.

Como ir?

Eu realmente recomendo que você vá até Farellones com uma empresa de turismo, principalmente no inverno. A estrada é muito íngreme, são 40 curvas MUITO fechadas até chegar a vila e para quem vai até Valle Nevado (a última estação dos Andes) são mais 20!

Isso sem contar as curvas um pouco mais ”abertas” pelo caminho. Se me recordo bem da informação da minha guia, ao total são 166 curvas, por isso é bom se prevenir.

A estrada é perigosa, no inverno a atenção é dobrada por conta das finas camadas de gelo que ficam na superfície do asfalto. Quem tem problemas com enjôos como eu, não pode esquecer de levar Dramin.

Para não perder a paisagem durante a viagem que durou cerca de 1h30min saindo de Santiago, eu optei por tomar o Dramin B6, pois ele só tira o enjôo sem te dar aquele sono. (Quem me conhece sabe que já não é difícil eu dormir hahaha,  com Dramin então, eu durmo viagens inteiras – de 8 à 10 horas literalmente – dentro dos aviões! Eu não viajo nunca sem umas cartelas na bolsa.)

Conhecendo primeiro o Valle Nevado

A agência nos levou direto para conhecer o Valle Nevado, que é a estação de esqui mais alta e profissional do complexo. Para quem é iniciante como eu, é legal subir lá para tirar umas fotos e depois descer e ficar em Farellones. Foi isso que fizemos, tiramos umas fotos e  apreciamos a beleza do parque e retornamos para Farellones.

Finalmente chegando ao charmoso vilarejo

Farellones é tão lindinho! É um vilarejo muito charmoso nos Andes. Por ser um vilarejo é muito importante que você leve comida para os dias em que for ficar por lá. Principalmente para lanches rápidos como; castanhas, nozes,frutas, frutas secas e etc.

Você pode levar alimentos para cozinhar também, os hostels geralmente tem cozinha. É só não se esquecer de checar isso antes da sua reserva. Meu conselho é que se leve, já que por ser uma vilarejo muito pequeno não existem muitas opções de restaurante (creio que vi uns três só por lá) além de ser mais caro também.

Veja também: Como viajar com pouco dinheiro?

Onde ficar?

As reservas do hostel Lodge Andes foram feitas antecipadamente pelo site do HostelWorld  O hostel fica próximo aos centros de esqui El Colorado, La Parva e do Valle Nevado.

Não se anime tanto com a localização. Lá se anda muito devagar e sempre parando para repuxar o ar. A altitude realmente pesa e muito por lá!

Se você tem um pouco de fobia de dormir em porão e/ou tem alergia a poeira, mofo e coisas guardadas por muito tempo, não recomendo ficar nesse hostel. Os quartos são subterrâneos, não tem claridade e nem janelas!

No começo eu achei que não iria conseguir ficar nem 5 minutos dentro do quarto, mas era o que tinha, não é mesmo? E quando você ta na m*** o melhor é relaxar e aproveitar! hahahaha Fizemos uns amigos saindo de Santiago, minha xará Amanda e o Henrique. Eles ficaram no hostel Chilextremo e eles gostaram muito de lá!

Devido a altitude não fizemos nada no primeiro dia, aliás é bem perigoso se arriscar e fazer exercícios por lá enquanto o corpo não está adaptado.  Fomos almoçar quase 15h, devido a viagem e o tempo que ficamos em Vale Nevado.

Hora do almoço!

Após o almoço fomos dar uma volta no vilarejo e conhecer o Parque de Farellones

Vista do Parque de Farellones!
Mimando a Donna! Ela pertence ao dono do restaurante que jantamos a noite. Existe mais linda!?

Durante a noite fomos jantar em um restaurante local.

Muitas risadas, vinhos e momentos especiais juntos!

Sendo radical

O dia seguinte foi, sem dúvidas, o melhor dia de toda a viagem! Acordamos cedinho e fomos para o parque locar os equipamentos para esquiar. Já aviso, não é barato esquiar. Os equipamentos são bem carinhos e você ainda deve fazer umas aulas antes de começar.

Acredite em mim, compensa muito pegar as aulas ao invés de descer sozinho, a não ser que você já ande de patins ou skate no caso do snowboard. Antes de comprarmos o ”pacote” conhecemos na fila mais uns brasileiros 😀  Nos juntamos e negociamos um desconto. Conseguimos o valor de 39.000 pesos por pessoa por uma hora de aula + 10 subidas e equipamentos, ao invés de 49.000 pesos.

Dica: Se você deseja realmente esquiar ou fazer o snowboard não compensa você alugar botas para a neve. Pois as botas que se usam para praticar os esportes são diferentes e já vêm junto com os equipamentos. Caso você alugue naquela primeira parada da estrada que comentei um pouco mais acima, você vai acabar desperdiçando mais ou menos de 15.000 à 20.000 pesos.

Neve pra que te quero!

Como eu havia dito lá em cima, na saída de Santiago, literalmente no carro da nossa guia, conhecemos um casal incrível e nos tornamos amigos. Para mim essa é sem dúvidas uma das melhores coisas que acontecem em viagens, você conhece pessoais incríveis que jamais conheceria se não estivesse por ali. Amanda e Henrique são do Paraná e assim como nós vivem viajando pelo mundo.

Nós 4: Henrique, Amanda, eu e meu irmão Renan.
A turma toda na foto! Momentos maravilhosos que passamos juntos a esses brasileiros incríveis! CE, SP, PR e MS.

Não vou mentir, você cai e muito! hahaha Mas, não se machuca, pelo menos não na hora. No outro dia parece que você correu uma maratona e descobre músculos que nem sabia que existiam no seu corpo! Maaas não há nada melhor!

A sensação é incrível! Eu não consigo descrever a liberdade que a gente sente quando começa a descer a montanha. Bom eu sou bem medrosa, e demorei muito pra pegar o jeito da coisa mas meu irmão, Amanda e Henrique ficaram quase que profissionais em questão de algumas horas! Só dava eles na pista!

Primeira aula de ski. Antes dos 273838 mil tombos!!
Depois de algumas horas, eu finalmente consegui ficar em pé sozinha e sem cair! 😀

Quanto tempo ficar?

Nossa estadia foi apenas duas noites. Eu recomendo, de verdade, que você fique no mínimo 3 noites, mesmo se não for esquiar. O motivo? Demora para nosso corpo se acostumar com a altitude, no primeiro dia não fizemos quase nada, ficamos mais descansando e aproveitando a paisagem.

Foi no segundo dia que esquiamos pela primeira vez, e quando finalmente estávamos entendendo como se pratica o esporte, tivemos que ir embora. Se puder, fique no mínimo essas 3 noites! E olha que hoje eu ainda acho pouco, creio que numa próxima eu deva ficar de 5 a 7 dias.

Com certeza eu planejo voltar para o Chile em breve, dessa vez com um pouco mais de tempo para aproveitar Farellones.

Mapa do roteiro

E vocês, alguém aí já foi para o Chile ou deseja fazer essa viagem em breve?! Se você tiver alguma dica de Farellones, compartilha com gente! Escreva também nos comentários se você ficou com alguma dúvida ou tiver alguma sugestão. 😀

Post atualizado em 24/08/2017.

Amanda Saueia

Brasileira. Geminiana. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Amanda Saueia

Brasileira. Geminiana. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

7 pensamentos

  1. Amandinha estou amando seu blog, e esse post em especial, rsrs. Vocês com certeza tornaram nossa viagem especial. E as dicas ficaram super bacanas e explicadas. Parabéns!

    1. Obrigado Amandita! Vocês com certeza fizeram nossa viagem ser muito mais especial! E que bom saber que você está gostando do blog, para mim é uma super honra! Ainda mais vindo de uma viajante nata como você! Um beijo!

  2. Ola muito legal seu blog!

    Uma pergunta que mês você foi pra pegar essa neve? Estava muito frio em Santiago também?

    Obrigado!

    Luiz Paulo Duarte

    1. Oi Luiz Paulo, tudo bom? Obrigado por acompanhar a gente por aqui! Eu embarquei em 18/08/2015 e fiquei no Chile até 28/08/2015. Em Santiago não estava muito frio não, a temperatura era em torno de 16 a 20 graus. Quanto a neve, neste ano específico que fomos a temporada de esqui começou na última semana de julho. Demorou pra nevar na montanha. Então se você quer ir pra pegar a temporada de neve nos Andes, eu aconselho você a ir do fim de julho até começo de setembro. Segundo os moradores, já havia uns três anos consecutivos que a temporada pra esqui abria no fim de julho e quem estava indo antes disso acabava não conseguindo esquiar. Boa viagem! Se precisar de mais alguma informação, só falar! E conta pra gente depois como foi! 😉 Amanda Saueia

  3. Ola
    seu blog é ótimo e já inclui esse post nas minhas referencias.

    Estamos programando viajar com a família (incluindo 3 crianças ) pensamos em ficar em farellones no entanto estou com algumas dúvidas e gostaria de saber se você consegue me ajudar.
    Ficando em farellones existe algum transporte por la que nos leve para as outras estações perto ou da para fazer a pé ?
    Pretendemos alugar uma casa, você consegue me dizer se o vilarejo de farellones fica próximo a estação?
    Não vamos estar de carro la.

    agradeço desde ja

    1. Obrigado Priscila pelo seu feedback! Olha as estações são relativamente próximas umas das outras, o problema é a altitude, então não se consegue fazer o trajeto a pé. Alguns hotéis/hostels disponibilizam transfer para ir de uma estação pra outra, mas como você vai alugar casa, talvez seja melhor combinar com alguma empresa de fazer esse transfer para vocês. Em farellones não há transporte, mas a vila é pequena. Então você ficará próxima da estação de ski, mesmo se ficar mais longe consegue caminhar até a estação 🙂 mas se puder fique mais próxima pois devido à altitude talvez demore um pouco pra chegar até a estação 🙂
      O que da pra fazer, que foi o que fizemos é quando subir a montanha, antes de parar em Farellones combinar com seu guia (principalmente se ele for privado) de ir até vale nevado pra vocês tirarem umas fotos e conhecer por lá. Vale nevado é a maior estação e a mais profissional.. com crianças eu te aconselho a realmente ficar em Farellones por conta de ter outras atrações além do ski e snowboard 🙂 Espero ter te ajudado! Tenham uma ótima viagem, tenho certeza que será incrível!

Deixe um comentário