Chile: Viña Del Mar e Valparaíso – Vale a pena o bate e volta saindo de Santiago?

É possível fazer um bate e volta saindo de Santiago para Viña Del Mar e Valparaíso em um dia só? Vou compartilhar com você como foi a minha experiência.

←VOLTAR A PARTE 1

Partindo de Santiago – Viña del Mar e Valparaíso

Pegamos o metrô na região Metropolitana, onde estávamos hospedados, e fomos até a estação Universidad de Santiago. No Terminal Alameda, pegamos um bus tour com destino a Viña del Mar. A passagem foi em torno de 18.000 CLP por pessoa. E o trajeto todo incluía Viña del Mar e Valparaíso com guia turístico.  A princípio nossa ideia era fazer o trajeto todo por conta própria, mas quando chegamos na estação meu pai achou melhor optar por pegar uma agência lá mesmo. Infelizmente, eu não lembro o nome da agência, mas caso você decida optar por fazer isso, existem várias espalhadas e credenciadas pela estação para fazer esse passeio.

Veja também: Viajando só com a mala de mão

A capital turística

Viña del Mar é uma cidade linda e charmosa! A cidade te convida a todo momento à andar sem rumo por suas ruas. A capital turística do Chile, que também é conhecida como a Cidade Jardim, ainda conta com belas praias! Existem vários passeios para se fazer por lá, porém, nossa primeira parada foi o cartão postal da cidade litorânea: O relógio das flores.

Após as fotos no relógio, seguimos para o Parque Quinta Vergara. O Parque Quinta Vergara com seus grandes jardins e gigante anfiteatro é utilizado para diversas atrações como o Festival da Canção Viña Del Mar e também o Museu Nacional de Belas Artes.

Deixando o parque, partimos em direção ao Museu Fonck. O museu é sobre os objetos arqueológicos e etnográficos de povos antigos que eram habitantes da região chilena. O preço para a entrada no museu é de 2.000 CLP. Terminando o passeio no museu fomos em direção a Valparaíso.

Um moai original da Ilha de Páscoa na entrada do Museu!

A capital legislativa

Valparaíso é uma cidade patrimônio da UNESCO, e é a capital da legislativa do Chile. Chegando na cidade fomos direto ao Museu La Sebastiana, a casa do poeta Pablo Neruda na cidade. É um tanto quanto difícil chegar ao museu, as ruas de Valparaíso são muito íngremes e um tanto quanto apertadas e, é muito fácil se perder nas ladeiras da cidade. Você tem a sensação de que vai haver algum acidente de carro a qualquer momento. Pagamos 3.000 CLP para entrar no museu. É sem dúvida, imperdível para quem vai visitar Valparaíso!

Deixando a casa de Pablo Neruda, fomos ao principal mirante da cidade, o Paseo 21 de Mayo.

E Terminamos a visita por Valparaíso na Plaza Sotomayor.  A praça é a maior da cidade e possui diversas construções históricas. Como o Monumento a Los Héroes de Iquique, construído para homenagear as participações no Combate Naval de Iquique.

Antes de voltar a Santiago, retornamos a Viña Del Mar para uma foto no pôr-do-sol no Pacífico.

Vale a pena fazer esse bate e volta?

Se você tiver pouco tempo no País, vale muito! Mas se puder, vá em dias separados. As cidades são lindas e esse roteiro de bate e volta é um tanto quanto apertado. Confesso que me arrependo de não ter feito as duas cidades em dias separados.  Mas, não se pode chorar pelo leite derramado, não é mesmo? Rs.

 Viña Del Mar é uma cidade que com certeza quero voltar para explorá-la como se deve. Valparaíso também vale uma segunda visita, mesmo tendo ficado um pouco enjoada com as diversas subidas e descidas das ladeiras da cidade.

Mapa do roteiro

Escrevendo esse post, percebi que fiquei sem conhecer várias coisas legais nas duas cidades. Quem sabe numa próxima quando eu for para o Atacama? Com certeza, vou deixar pelo menos dois dias reservados para essas incríveis cidades chilenas.

CONTINUAR LENDO →

**Post atualizado em 24/08/2017.

Amanda Saueia

Brasileira. Geminiana. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Amanda Saueia

Brasileira. Geminiana. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

Deixe um comentário