Marrocos: Roteiro de 4 dias – Parte 4: Essaouira – Fim da viagem

Já ouviram falar das cabras que sobem em árvores no Marrocos? Então, elas ficam a caminho de Essaouira mas, esse passeio não se resume somente nisso! Essaouira fica no litoral do Marrocos e é patrimônio mundial da UNESCO. Lá, é possível comer deliciosos pescados e fazer ótimas compras!

← VOLTAR A PARTE 3

Pra lá de Marrakech

Saímos de Marrakech cedo pela manhã rumo a Essaouira que fica a 180km de Marrakech. Estávamos quase no meio do caminho quando avistamos pela estrada esta árvore:

O famoso “pé de cabra”
Conseguimos pegar a menorzinha!

Curiosidade: Por incrível que pareça, as cabras sobem sozinhas! Elas sobem para comer os frutos da árvore de argan.

Um senhorzinho, provavelmente o dono das cabras, fica recebendo os turistas que passam pela estrada e querem tirar fotos. Ele cobra para tirar fotos, não sei ao certo quanto custou, pois, nosso guia que negociou com ele, mas, provavelmente foi bem baratinho.

Veja também: 10 Motivos para conhecer o Marrocos

Essaouira: A cidade branca e azul

Finalmente chegamos a Essaouira! A cidade de cores branca e azul é linda e parece ser bastante segura!

Ah, vocês mulheres que acham que no Marrocos há restrição para o uso de roupas, podem ficar tranquilas! As turistas além de serem respeitadas, se vestem normalmente. Mas, é claro que respeitar os costumes dos outros é sempre bom, principalmente quando você é o visitante!

 

Chegando ao porto de Essaouira

O castelo português

Em 1506, por ser um ponto estratégico, os portugueses construíram um forte na região e o chamaram de Castelo Real de Mogador. Anos depois, em 1525 os marroquinos conquistaram o forte português. Mas, foi só no século 18, por escolha do sultão do Marrocos, que Mogador passou a ser chamada de Essaouira e se tornou um porto de exportação. Hoje, o lugar rende belas fotos!

O forte construído pelos portugueses.
O forte ainda possui os canhões portugueses originais.
A medina de Essaouira vista do forte.

Depois descemos e seguimos rumo ao mercado de peixes, que é MUITO fedido! Nossa… O único ponto negativo 🙁

O cheiro do mercado de peixes é realmente insuportável!
– Vai um tubarão aí? Tá fresquinho!

Voltamos caminhando sentido cidade e avistamos os inúmeros barquinhos azuis, uma vista e tanto!

– Esqueci onde estacionei meu barco… E agora?

Como estávamos na praia, não poderíamos deixar de experimentar os pescados locais. Escolhemos almoçar no Restaurant Fanatic que fica de frente para o mar.

Nosso almoço!

Depois de almoçarmos, decidimos dar uma volta na cidade e conhecer a medina, para comprarmos algumas coisinhas…

Medina quer dizer cidade antiga em árabe. Eram os centros urbanos construídos pelos árabes no século 9. Normalmente são muradas e parecem um labirinto de ruas estreitas onde se encontra todo tipo de comercio.

De volta à Marrakech

Depois desse dia super calmo e agradável, voltamos à Marrakech, para curtirmos nossa última noite na cidade, pois a principio, no dia seguinte partiríamos para o nosso próximo destino. Como estávamos bastante cansados, decidimos jantar na praça Jemaa El Fna porque é bem próxima ao hotel que ficamos hospedados.

Será que todo mundo comeu bem? 😆

No dia seguinte acordamos bem cedo para aproveitar as últimas horas que nos restava no Marrocos. Como nosso voo para Paris era a tarde, decidimos aproveitar nossa manhã livre e dar a última volta em Marrakech antes de fazer o check out do hotel. Aproveitamos para conhecer o Palácio da Bahia em Marraquech. Sinceramente, acho que não vale muito a pena.

O palácio é bastante descuidado e não há NADA dentro! Ele está completamente vazio!

Depois de conhecer o palácio, passamos por dentro da medina para voltar ao hotel fazer o check out, pegar as malas e partir para o aeroporto.

Andando pelo labirinto

Fim.

Mapa do roteiro

**Post atualizado em 23/08/2017.

Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

Comente pelo Facebook

Comentários:

Autor: Rodrigo Coelho

Advogado.
Apaixonado por culturas, cheiros e sabores diferentes.
Viajante compulsivo.

9 pensamentos

    1. A comida marroquina é realmente uma delícia e muito barata também! Só de ver essas fotos do link que você enviou ficamos com água na boca! Adoramos a sua contribuição Alexandra! 😉

  1. Oi, achei seu post super facil de entender. Parabens!
    Gostaria de saber se vc acha viavel esse roteiro para 1 casal e 1 menino de 11 anos (que e bem esperto e nao tem frescura!)… Vamos para Lisboa e sairiamos de Madri para ficar 4 dias em Marrakech.

    1. Oi Marcia, tudo bem? Fico feliz que tenha gostado do post. Eu acho que é tranquilo sim. Ir pro deserto é um pouco corrido e cansativo porque o trajeto é feito todo de carro até Zagora, mas se a criança é acostumada a viajar de carro, vai tirar de letra. Tem como ir de avião pra Zagora e pra Essaouira, mas eu acho que perde o sentido, porque as paisagens e paradas (nas cidades) a caminho desses dois destinos são indispensáveis (no meu ponto de vista). Tenho certeza que vocês vão ter uma viagem surpreendente. Se puder nos contar depois como foi 😀. Abraços

    1. Obrigado Carol! Espero que você aproveite muito. Marrocos é incrível! Abraços 😀

Deixe um comentário